terça-feira, maio 23, 2006

Bateu Saudade do blog!!


Fiquei tanto tempo fora que os comentários de meu blog apagaram
e eu não tive tempo para salvá-los.
Que pena!
Mas agradeço as visitas
E guardarei no coração o carinho de todos.
Só para matar a saudade vou deixar um daqueles bem pequeninos:
Véspera
"Nas vésperas de tua chegada
Senti o céu mudar de cor
Olhei o mar, medi o vento
E pressenti algo de amor"

sexta-feira, dezembro 16, 2005

Conquistas

Este, foi um ano de muita luta! De medos... de sonhos perdidos, de verdades descartadas, (De luta!) ... de lágrimas...de descobertas, de novos amigos, de indignação com a injustiça dos homens e da lei...De abandonar o País das Maravilhas e entender que nem tudo é perfeito e nem todas as pessoas são boas ou felizes... Um ano de mudanças !! Um ano, principalmente, de conquistas. Algumas...microscópicas aos olhos dos deuses mas, muitas conquistas.

Em apenas um ano derrubei barrereiras internas que me pareciam assustadoramente sólidas. Fora estas, as vizíveis foram poucas mas quando fiz a somatória de todas, encontrei a certeza de que os dias me fizeram muito mais forte do que pensei que pudesse ser.

sábado, dezembro 10, 2005

Tempo de reflexão

Silêncio!!
Estou tentando redesenhar meus sonhos.

segunda-feira, dezembro 05, 2005

Um anjo

Que riso moleque chegou nas estrelas
Assim transformando tudo em brincadeira
Chamando de Men o Pai do Universo
Contando piadas em tons de algum verso
Dizendo as histórias do povo daqui
Centenas de anjos pararam pra ouvir
Ômega de luz que agora regressa
E a frente do pai, ajoelha e reza
Recebendo as honras da missão cumprida
- Semeou beleza, paz e amor na vida!!

Ao jovem Sandro Borges, com carinho. Zanny Adairalba

Obrigada a todos que vieram aqui e deixaram sua mensagem. Obrigada, Luma!

terça-feira, novembro 29, 2005

Dor

Estive trabalhando ontem e hoje o dia inteiro e querendo fugir de meus próprios pensamentos.
A dor no peito nao passa. Tudo parece normal mas não está. Não consigo parar de pensar no sofrimento de uma família de pessoas que eu simplesmente adoro. Pessoas que me tratam como se eu fosse filha da casa e são muito especiais.
Não consigo parar de pensar no primo que teve que engolir sua dor para segurar uma família inteira, não consigo parar de pensar nos avós que estão vivendo a solidão de não ter seu neto contando piadas e falando alto pela casa, não consigo parar de pensar numa mãe e em um pai que não sabem como vão enfrentar a vida sem a presença do filho.

Este fim de semana tiraram a vida de um jovem de 16 anos de idade.
"Uma briga em frente a pizzaria...chamam a polícia para evitar que algo pior aconteça...a polícia saca um revolver e atira para cima... Atinge uma criança de 16 anos que estava no piso superior da pizzaria, olhando tudo de longe...."

Sandro Borges, o Tafa, o Ômega...primo do Edgar. Ele tinha 16 anos de idade.
Vc sabe o que é ver a vida de um filho ser interrompida aos 16 anos de idade???
Vc sabe o que é criar um filho durante 16 anos e de repente, por causa de uma irresponsabilidade alheia...vc se deparar com a verdade cruel de não mais ver o teu filho chegando em casa...
vc nao vai mais poder abraçar o teu filho...
nao vai mais poder conversar com teu filho??
Vc sabe o que é pensar que está chegando meio dia e que teu filho nao vai mais chegar da escola ...
nao vai mais jogar a roupa no sofá ou no meio da sala (como todo adolescente costuma fazer)... nao vai mais contar as aventuras e descobertas do mundo que está conquistando???
VC SABE O QUE É VIVER POR UM FILHO, abraçá-lo todos os dias e depois ter que deixa-lo dentro de um cemitério???

Sou mãe de uma adolescente de 11 anos de idade e, desde domingo, todas as vezes que abraço a minha filhaeu choro. Choro como estou chorando enquanto escrevo para vocês. choro pq... eu penso que a mãe do Sandro nunca mais vai poder abraçar o menino dela (o bebê dela. Minhas lágrimas são de mãe.

Quem tirou a vida do Sandro nao sabe que a bala que saiu de sua arma atingiu toda a família do menino.
Todas as mães que estão me lendo agora e todos os pais que estão me lendo agora sabem exatamente doque estou falando.
Todos eles conseguirao entender o porquê desta dor. Infelizmente foi o Sandro. Infelizmente poderia ter sido qualquer um de nós. Qualquer um de nossos filhos. Infelizmente temos polícia despreparada, caminhando pelas ruas e tirando a vida de nossos filhos
(Este ano foram 4, somente aqui em Roraima)
(Dos que temos notícia, é claro)
Quando aquela bala atingiu o Sandro, atingiu também o pai, a mãe, os avós, a irmã... os amigos... os primos... e todos que o amavam.
1. Eu, na minha sabedoria limitada de ser humano não consigo entender a quê propósito algo como este fato pode acontecer mas... certamente Deus tem a resposta. De qualquer forma acho que o preço a pagar é muito alto. Perder um filho é perder a vida.
2. Não me venham dizer que foi acidente. Sou filha de militar e sei dos procedimentos para o uso de uma arma de fogo, assim como um policial também sabe. Quando, em ação, se tira uma arma do coldre, sabe-se que alguém poderá sair morto. Então não me venham dizer que o Sandro morreu por acidente. Ele morreu pq um policial retirou a sua arma (e ninguém retira uma arma do coldre por acidente) e foi imprudente. Este policial atirou num local onde circulava um grupo enorme de jovens. Ele atirou qdo não devia fazer e ninguém pode mudar isto.!!!!! O Sandro, que não tinha nada a ver com a história, que estava lá em cima com os amigos... o Sandro, que já tinha passado de ano e que era um ótimo filho e um neto super atencioso, que estava descobrindo a vida agora e vivia rindo COM a vida e PELA vida... O Sandro ...não está mais aqui por causa de alguém que não soube fazer uso de seu poder e isto não pode continuar. Isso não pode continuar!!!
3. Não se pode dar poder a quem não sabe usá-lo. Já não basta ver tanta mãe perdendo seus filhos nas mãos de bandidos...agora temos que ver nossos filhos morrendo pelas mãos dos policiais também???Esses deviam estar em serviço para nos proteger e não para nos tirar o que temos de melhor, que são os nossos filhos.
4. O Sandro, Tafareu... Tafa... o Ômega...era um jovem muito querido. Uma pessoa de bem...com um belo futuro pela frente. Um menino que defendia seus amigos e costumava dizer que só conhecia gente do bem. Um menino que falava de garotas, dos amigos, de computador de matemática... de justiça. Como ele, muitos jovens têm perdido a vida. Isto não é nada justo. Denunciem!!!Todo e qualquer abuso por parte de policiais. Denunciem!!!Hoje e sempre, para que isto acabe!!!
Eu... queria uma tarja preta em meu blog pelos próximos dias mas...parei muito para pensar, assim como pensei muito antes de vir aqui e escrever sobre a dor desta família (que me acolheu tão carinhosamente desde o início)... eu cheguei a conclusão de que o Tafa, o Ômega, não merece nunca uma tarja preta, o ômega merece um sorriso...merece luz...merece flores...pq mesmo tendo estado aqui por tão pouco tempo, só trouxe felicidade por onde passou.

Aqui ficam as palavras de uma pessoa que tem orgulho de conviver com a família Borges, pq são gente de bem, que se respeitam, que se protegem, que se amam
Aqui ficam as palavras de uma mulher que é mãe e que por conta disto consegue compreender a dor que a mãe do Tafa está sentindo neste momento.

Aqui fica o meu apelo a todo corpo militar e os demais:
Respeitem os nossos filhos!!

Sandro, que Deus ilumine o teu caminho nesta nova jornada de vida. Amém!!!
Obs.: O Edgar escreveu seus sentimentos no blog. http://www.edgarb.blogspot.com/ Leiam o que ele escreveu e lembrem-se que não podemos nos calar diante de abuso de poder.

quarta-feira, novembro 23, 2005

Pesando a vida

Do pensamento direto para os blogueiros de plantão. Não é poesia. Acho que é uma conversa solitária.

Quem de nós não sonhou em voar??...
Ter asas...
Percorrer as alturas??... Ver com olhos de pássaro
este louco movimento terreste em que vivemos...
as águas... os vales... as florestas...???
Quem de nós, nunca sonhou em voar???
Menos que isto???
Quem de nós não sonhou em seguir em direção ao horizonte...
conhecer novas terras...outros povos...outros costumes???
Quem não desejou jogar a mochila nas costas e
sair assim... sem rumo certo, ou ainda com rumo certo mas...
sem tempo determinado para regresso???
Quem nunca pensou : "Talvez... se eu...fosse para tal lugar...
talvez conseguisse ser melhor do que sou aqui!"???
Quem nunca pensou assim??
Quem não sentiu vontade de ... deixar tudo o que tem hoje e isto inclui os entes queridos
e conquistar novas terras e novos "tronos"???
Parece que sentir vontade de partir faz parte da natureza humana.
É como se tivéssemos trazido de nossos ancestrais a inquietude dos velhos guerreiros; dos aventureiros e desbravadores ...dos conquistadores de novos sonhos...
Mas na maioria das vezes acabamos ficando.
Isso não quer dizer que fomos covardes.
Significa, apenas, que tivemos coragem de ficar.
Um detalhe: É preciso estar bem atento para pesar esta diferença,
do contrário poderíamos estar morando na casa da desculpa para o comodismo.
Quando eu estiver bem velhinha,
quero olhar para tras e ter a certeza de que,
pelo menos na maior parte das vezes,
se nao parti
foi por entender que o que eu possui na terra que me manteve imóvel
era bem mais valioso que qualquer outro sonho,
ou qualquer outro mundo ou descoberta que a vida pudesse me dar.

segunda-feira, novembro 21, 2005

Pelo comentário do Avery, no post anterior.

O mar ...
que embala lembranças
brincando ao bailar
travesso... liberto...
feliz na escolha do vento ser par
na dança da vida
nos passos do tempo
na doce canção
O mar...
decora em saudade
as flores da idade
de meu coração

quinta-feira, novembro 17, 2005


Só para matar a saudade, um trecho da música "Cantiga a beira mar"
Canta comigo esta noite
canta comigo lá na beira do mar
vem recordar que o mundo já girou
brincou de girar.
Canta comigo esta noite
mas nao demora e bate o pé pra gingar
a brincadeira é derradeira do tempo
menino pequeno travesso a girar.

quarta-feira, novembro 09, 2005

Janelas e lembranças

Ouve passos de criança percorrendo o ambiente.
- Quê?
- Onde?
- Nada vejo!
- O sono me toma? ... ou estou enlouquecendo?
Repousa sobre o travesseiro e logo o telefone toca. Mas... antes que se levante, silencia.
- Estranho. Em noites chuvosas, quase sempre, encontro meus fantasmas. É assim desde os tempos de menino. Tenta se ater ao silêncio da noite para que seus inimigos se esvaiam e possa, finalmente, repousar.
- Quê?
- Tenho certeza! Ouço passos de criança a correr pelo quarto!
Percorre com os olhos, todos os cantos de paredes e de móveis e ...
– Nada vejo! De fato, devo estar enlouquecendo. - Há alguém aí?
Ninguém responde.
E esta chuva que não passa e ainda zomba de tanta solidão...
- todos se foram. Meus filhos se foram... e com esses meus netos.... Nada he resta! Nada! Senão um quarto vazio.
Sorte que tem uma enorme janela por onde pode ver o céu
-... as noites ... e os dias... que muitas vezes me dói a vista. Mas, sempre gostei de grandes janelas. Desde os meus tempos de criança!!
- Quando casei pela primeira vez, tratei logo de construir meus próprios janelões de vidro; já na segunda união, não tive a mesma sorte. O amor chegou e se foi (De certo não se acabou ... mas, se perdeu no tempo) entre janelas pequenas de casebres alugados.
Hoje, só resta um quarto... e tudo o que tem, é o que ali dentro se encontra. Nada mais! Nenhum sonho, nem lamento... nenhuma espera.
- Quê? Outra vez ouço passos! Mas... espera!...
(risos silenciosos)
- É aquele pobre bichano de novo. Não tem onde morar e por vezes percorre o forro do meu quarto.
- De certo não estou enlouquecendo e sim confundindo os sons por conseqüência da perda de audição

sexta-feira, novembro 04, 2005

Rima de Amanhecer

" Que feriado !!!"

Ouve:
Que lindo!
A melodia das águas
batendo em minha vidraça
compondo encanto ao cair

Ouve:
Que lindo!
é a natureza cantando
soando em versos, soando
minha saudade de ti
minha saudade de ti

quarta-feira, outubro 26, 2005

Rua de barro

"Ao amigo Edgar Borges e sua tão falada rua de barro".

Sonho infantil de ser feliz no barro antigo
Que hoje expressa sua canção em pedras vis
Não me degusta quem não sabe do menino
Que canta o barro pra lembrar que foi feliz

Ali morava tanta poeira na estrada
Que a pedra armada de pensamentos levou
Olhos fincados de um moleque na calçada
Brincando em asas de menino imperador

A rua hoje recoberta de negrume
Não canta mais nem tem a cor de aventurar
Não é a mesma velha rua dos costumes
De plantar sonhos, depois cobrir e regar

Foi o progresso da cidade. Veio vindo!!
Passando fogo, rendendo quem quis ficar
Alguns sorrisos nos trouxeram de outros mundos
Mas é do barro que alguns gostam de lembrar.

quinta-feira, outubro 20, 2005

Pensamento

"Por uma viagem"
Retirem meus pés e mãos
Meus olhos e identidade
Retirem o peito e o tempo
E ainda haverá saudade

segunda-feira, outubro 17, 2005

Tempo

O amanhecer não fora dos melhores
o dia seguiu mesclado de vida, luz e sensações incômodas
A pergunta era: “Por que ?”
O pedido era de abrigo
O olhar do alheio pedia paz e parecia não entender o que estava acontecendo
O silêncio se fez
- Depois da tempestade !
A alma afirma: "É melhor viver!"
E que o tempo traga todas as respostas.

sexta-feira, outubro 14, 2005

Lavoura de Penar


No meu sertão a coisa já passou de preta
Rio tá seco e o gado não suporta à seca
Bola-de-gude já não vende pro menino
Cai no buraco quando vai soando o sino

É mãe na fila de filho pra batizar
E pai batendo na terra pra enterrar
Mistura o pó com a gota que lhe cai do olhar
Mistura de vida com gosto de penar

Vem pra cá! Vai ver que o mundo aqui parou
Que a coisa não desenrolou
E não dá nem para acreditar

Se a serpente que controla o mundo inteiro
Visse a seca de janeiro
Ia picar em outro lugar

Ver gente humilde, gente boa e acolhedora
Vivendo de uma lavoura de enterrar seu pessoa
Dói no meu peito e no peito de quem vive
Para sofrer mas não decide
A vida que escolhe levar

No meu sertão a coisa já passou de preta
Rio ta seco e o gado não suporta à seca
Bola-de-gude já não vende pro menino
- Presta atenção que vai soar de novo o sino!!!

segunda-feira, outubro 10, 2005

Dança

Tento te buscar entre os meus versos
Tua forma,
Teus gestos,
O teu cheiro.
Tua serenidade diplomática...
Por vezes,
Teu riso moleque.
(... teu cheiro),
o balançar dos cabelos...
Tento te alcançar para te rever;
Para te reter
...Em mim.
Tento te buscar
(Tento te buscar!)
e por fim te alcanço.
Tento te servir...
-ai que não me cansa
o me imaginar,
o te imaginar,
e nos colocar
numa mesma dança.

sexta-feira, outubro 07, 2005

Poema de quatro versos

Por que não te vejo estranho
Quando de súbito te retiras
Quando não ris (se devias!)
Quando te calas em segredo

Por que não te vejo estranho
Quando ignoras meu canto
Quando recusas meu manto
Quando não queres meu beijo

Por que não te vejo assim
Se em mim a angustia é matança
A lâmina corta a esperança
O manto rasga-se ao servo

Por que não te vejo estranho
Se me devoras a alma
Se me alucinas a calma
Se sou tão seu no meu verso

segunda-feira, outubro 03, 2005

Estou de volta

Fotos tiradas no dia da mudança. Eu estava exausta.

Estou de volta!! Estava com saudades !! De novidade?
Finalmente me mudei da casa antiga para uma beeem melhor, com um quintal enorme que tem mangueira, mamoeiro, aceroleira, chás e um lindo pé de algodao. Estou me sentindo ótima.
Vamos de poesia, agora???
A resposta de Carlota

Sou aquela que arrumou tua lua
Pra dançar por tuas noites, nua
De preceitos e de leis mutáveis

Sou a que canta em tua rua
Ao cobrir-te da verdade crua
Que te despe para te alcançar

Que te encanta a alma e te despenteia
Que te alivia e (-sim!) Te tonteia
Que te droga e doma, por te desejar

Falo manso. Se me pedes dito:
Posso ser abrigo, algo assim de mito
Posso atar-te em sítio, ou te libertar

Mas... Se esbravejas, se ranges meu nome
Enfim, se te consomes de raiva (-ou de sede?)!
Vou dando risada (de vermelho-espanto!)
Te encosto num canto te domo de novo

Zombo de tua fúria
Sou dona da festa
Te faço refém
Te enterro na praia
Te bebo no lago... Na mesa do bar
-te pego! Te pego... Te escrevo em meus veios
Te dobro os joelhos (faço delirar!)
Até que te canses... Que durma em meus braços
Mas, antes, te laço
Pra recomeçar.

Sou também o dia que pede teu canto
Sou, na noite, o manto a espantar teu frio
Sou a brisa leve que sopra em teu rosto
Te alimenta em gosto de adorável cio

A que faz teu pranto transformar-se em riso
E, se for preciso, a que te levanta
Que adivinha os sonhos, te alimenta o vício
Que te dá o início, a que te acalanta

Meu poder confunde o distinto moço
(que se joga ao poço pra me decifrar)?
Sou mulher, - bem sabes! Puro sentimento
Mistério que o vento não revelará

Sendo assim, descansa dessa agonia
Ouve a melodia sempre a te guiar
Que te vira a alma ao som de um bolero
Que te doa ao clero pra te emancipar.


Escrevi este texto depois de ter lido uma linda poesia (que nao foi escrita para mim!!mas...) do poeta Edgar Borges que, certamente merecia resposta.
Tempos depois ambas foram unidas e transformadas em uma crönica para concorrer ao premio Rumos Itaú de 2004, na categoria Audio-visual.
Nao fomos classificados mas... a obra vive.
Confiram a outra poesia no Crônicas da Fronteira.

terça-feira, setembro 27, 2005

Vida

Eu só quero que vc entenda
Que nem tudo na vida é complicado
Que nem tudo na vida é andar lado a lado
Que nem tudo na vida é muito bom
Cada passo marca linhas de silêncio e som.
(Edgar Borges)

segunda-feira, setembro 19, 2005

Conselhos de amigo

Taí. Bons conselhos devem ser repassados , certo??Então...

Ore!!Ore bastante e aja...
Por que oração sem ação não resolve nada!!
(Edgar Borges)
PS. Logo logo estarei de volta e poderei visitar os blogs que tanto gosto. Por enquanto...
Muuuuuita paz para todos e sucesso na vida!!!
com carinho, Zanny Adairalba

sexta-feira, setembro 16, 2005

Estrelas e promessas


Estou correndo contra o tempo para conquistar alguns objetivos extremamente necessários e inadiáveis mas precisava vir aqui e postar algo... então...

As vezes quero ser vida
Assim... em forma de estrela
Estar no alto brilhando
Enquanto alcanço algo pleno
Visão completa do mundo
De forma rara e certeira.

Bem... f oi o que me veio a mente. Beijos e energia positiva para todos!!

>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>

OBS. Para quem esteve no Crönicas da Fronteira esta semana...

Vejam bem o que ele tinha me prometido